terça-feira, agosto 01, 2006

Freitas do Amaral versus Luís Amado

Para azar do próprio, ou da sua saúde, acredito que Freitas do Amaral necessitasse mesmo de ser operado para debelar os males físicos de que padecia. O que eu já não acredito é que essa necessidade fosse assim tão urgente como (nos) foi anunciado. Cheira-me a marosca...
.
De facto, não seria muito conveniente que um governo amigo dos EUA tivesse na pasta dos Negócios Estrangeiros alguém que simpatizasse muito pouco com as canalhices que americanos e judeus perpetraram contra o Líbano, sob o pretexto de combaterem um grupo para-militar que dizem ser apoiado pelo Irão. De nada me admirava que - quando tudo estava já irreversivelmente em marcha - os EUA tivessem dado ordens a Sócrates para que retirasse do baralho essa carta tão inconveniente.
.
Assim, temos agora um tal de Luís Amado que - por exemplo - sempre defendeu a intervenção americana no Iraque, mesmo contra a vontade oficial do seu partido (PS). As tentativas diplomáticas de aproximação da UE aos EUA, na linha do chamado eixo atlântico, têm agora mais uma voz caninamente fiel em sua defesa.

4 Comments:

At 5:32 da tarde, Anonymous Anónimo said...

GOOD ONE! Impressed... wow gold opportunity.

 
At 8:17 da tarde, Blogger yulunga said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 8:18 da tarde, Blogger yulunga said...

Jasuuuuus...
Que nem quero imaginar o que te poderá suceder se trincares a lingua ;-)

 
At 8:22 da tarde, Blogger yulunga said...

Apaguei, não por voltar com a palavra atrás mas, porque estava repetido.
Se bem que por vezes um reforçozinho nunca é demais.
:-* Brotha

 

Enviar um comentário

<< Home

Site Meter